quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

Diário de viagem: parte 2 (ainda em Jerez)

Buenas!

Voltei para contar minha rotina em Jerez. Sim! Rotina! Afinal não vim apenas passear, vim com um propósito maior que é estudar flamenco. Assim, tenho uma certa rotina para não ficar cansada demais nem deixar de aproveitar a cidade. Mas antes disso, vou deixar um link sobre Jerez (só clicar aí no nome) e um vídeo do meu maestro (assim chamamos nossos professores de flamenco), o Manuel Liñan.

Bom, tenho acordado todos os dias às 9:30, com o frio que faz aqui e com aquecedor ligado, a cama sempre é convidativa. Tomo café que o meu Hostal oferece que é uma tosta (uma torrada de um pão que eles fazem aqui mesmo), tomate ralado com azeite e café preto. Comprei iogurte grego daqui, o da Danone, que é o mais maravilhoso da Terra, e também tomo todos os dias. Depois do café saio para passear pela cidade e para ver as lojas, pois aqui na Espanha as lojas estão em liquidação (rebajas - depois faço um post com tudo que tenho comprado) e às 13:00 começa meu curso, assim, não almoço, apenas como um bolinho ou biscoitos, já que se como muito antes do curso acabo passando mal.

O curso é intenso! Saio todos os dias muito suada, pingando mesmo, daí tenho sempre que levar outra roupa comigo e, além de podre, saio faminta. Por aqui tem muitos restaurantes que servem o menú do dia que tem uma entrada, uma prato principal e uma sobremesa e costumam ser bem baratos, é nessa que vou. Como puderam ver no meu IG, não como só no baratex, as vezes vou comer uma paella ou algumas coisas diferentes, mas a comida não é muito cara por aqui (quer dizer, não nos lugares que vou, né).

Depois disso ando mais um pouquinho e volto para o hostal para descansar e me preparar para o espetáculo no teatro, que acontecem todas as noites  às 21:00. Os mais longos terminam ás 23:00, mas geralmente são espetáculos muito cansativos...enfim, depois disso sempre vou com minhas amigas a algum bar ou peña para escutar flamenco e comer alguma coisa (as vezes beber, mas não é minha onda, não). Perceberam que minha vida por aqui gira em torno de flamenco, né? Isso só aguenta quem gosta muito, porque as pessoas normais do mundo não dão conta. 

Hoje, quarta-feira, especialmente não teremos espetáculo no teatro, mas vamos a uma peña mais tradicional que tem cante e dança flamenca. É sempre muito lindo de se ver, principalmente porque não são lugares turísticos e o flamenco é bem de raiz e não espetáculo para gringo ver.

Já perdi uns 2 quilos aqui, gente. Apesar de comer bastante chocolate e comer bem, como costumo andar muito e as aulas são muito puxadas, sempre perco peso...que bom!! Hihihihihi! Só o que eu não perco nunca é saudade do meu pequenininho que aumenta a cada segundo mais...snif, snif... É difícil, viu! Tenho me comunicado por telefone com meu marido e ele tem me mandado fotos e vídeos do Tuco, mas sempre choro quando as vejo...

Então, vou terminando por aqui para me arrumar pois "vamos de fiesta hoy"!! 

Monte de beijos!

domingo, 23 de fevereiro de 2014

Diário de viagem: parte 1 - os 3 primeiros dias (Jerez de La Frontera)

Hola, chicos!!!
Qué tal?

Hahahaha! Esse cumprimento foi só para entrar no clima da viagem! Como já sabem, estou na Espanha, para ser mais exata, estou há 3 dias em Jerez de La Frontera, cidade bem ao sul da Espanha. Não é nem grande nem pequena, mas é uma região que tem sofrido bastante com esses anos de crise espanhola. Aliás, todo o sul da Espanha sofre muito, mas Jerez está se tornando cada dia mais uma cidade fantasma.

Nessa época do ano em que ocorre o Festival de Flamenco de Jerez, motivo da minha estada por aqui, a cidade fica movimentada, principalmente por turistas do mundo todo. Eu acho que nunca vi tantos japoneses juntos...só no Japão tem mais japonês que aqui! Agora, me expliquem: por que japonês gosta tanto de flamenco? Todas as turmas dos cursos que estão havendo tem japas e o legal é que a maioria não fala nem espanhol nem inglês...Ãnnnn? Mucho locos! Hahahahaha!!

Bem, cheguei em Jerez depois de 28 horas de viagem, morta com farofa, mas à noite já fui assistir a um espetáculo de flamenco e depois fui um pouquinho numa Peña (peña, pra quem não sabe, é como se fosse uma festa num bar com cantores de flamenco bêbados cantando e galera dançando e enchendo a cara, mas não bebo muito, então apenas aproveito pra escutar a música e dançar um pouco).

Ontem também tive espetáculo e resolvi de última hora fazer um curso de dança do festival. Foi a melhor coisa que fiz até agora! O curso está espetacular, o professor é maravilhoso, didática de aula perfeita. O nome do cara é Manuel Liñan, mas como estou na correria, não vou conseguir postar um vídeo dele dançando. Faço isso assim que possível, ok.

Estou na companhia de uma amiga muito querida, a Angela, e nos divertimos muito juntas. Passeamos muito a pé pela cidade e batemos altos papos. Inclusive choramos juntas de saudades dos filhos, a diferença é que as dela já são adultas e o meu um bebê!! Aliás, esse tem sido meu sofrimento...vejo crianças da idade do Tuco na rua e quase morro de saudades! Todos os dias choro um pouquinho...mas minha mãe e meu marido tem me dado notícias dele e mandado fotos.

Então, estou numa correria danada! Estou saindo agora para meu curso, mas prometo voltar com fotos e vídeo, ok. Se quisere, tenho postado fotos no meu IG (@papodeamiga_lorena). Me sigam lá para acompanharem.

Ah! Está um frio violento por aqui!!!!!

Monte de beijos e até!!